Artigos

Foi-se o tempo em que o advogado se formava, abria a sua portinha e os clientes apareciam espontaneamente no seu escritório. Os tempos mudaram, meus caros! Atualmente, existem no Brasil mais de 1 milhão de advogados, mais de 250 mil sociedades de advogados, milhares de cursos de direito e esses números não param de crescer. É verdade que muitos desistem no meio do caminho, outros não possuem qualidade técnica para fazer frente à crescente exigência do mercado, outros atuam numa advocacia completamente diferente da sua, mas o fato é que também existem muitos profissionais capacitados, que atuam com qualidade técnica impecável, que possuem bons relacionamentos e estão constituindo equipes de alta performance.

Mas não é só a concorrência que preocupa. Vivemos num mundo altamente disruptivo, com mudanças bruscas da forma de agir, atuar e de pensar do ser humano. O acesso às informações é muito mais rápido, conseguimos saber um pouquinho de tudo com apenas um clique. A internet chegou para revolucionar mesmo. As videolocadoras estão em extinção por causa da Netflix e empresas do gênero, as máquinas fotográficas foram praticamente substituídas pelas super câmeras dos smartphones, os taxis estão tendo que se reinventar também por conta da concorrência fortíssima dos aplicativos de transporte, já conseguimos nos prevenir de doenças que temos propensão a ter no futuro com aplicativos que nos fornecem essas informações em menos de 1 mês. Esses são exemplos de mudanças que vieram para ficar e que só tendem a crescer. No mundo do Direito não é diferente.

O processo eletrônico parecia uma realidade distante, mas hoje não conseguimos imaginar como conseguíamos viver sem ele! Não usamos mais disquetes (que viviam “corrompendo”, lembram?), quase não usamos mais CDs, nem fax! A inteligência artificial já é uma realidade no mundo jurídico, assim como também o é a jurimetria, automação, robôs, dashboards, etc. Definitivamente, os advogados e escritórios que não acompanharem essas mudanças dificilmente conseguirão sobreviver ao mercado.

Nesse contexto, parar de agir conforme a demanda é mais do que necessário! É preciso parar para pensar na gestão e na estratégia que o escritório deverá adotar para crescer de forma sustentável e próspera, sempre atualizado e se antecipando às mudanças. Assim, fazer uma análise do mercado, dos concorrentes, da localização geográfica em que se insere, do cenário econômico, das alterações legislativas, das eventuais oportunidades, dos pontos fortes e fracos que o escritório possui e definir objetivos claros que devem ser alcançados a curto, médio e longo prazo é extremamente relevante. E essa é uma das vantagens de se fazer o planejamento estratégico.

O planejamento estratégico revela qual o cenário atual do escritório e quais as políticas que devem ser adotadas para alcançar aspirações futuras. Em outras palavras, é por meio do planejamento estratégicos que a organização define quem é e onde quer chegar. É o momento em que tiramos a ideia do mundo abstrato e colocamos no papel, buscando a concretização dos objetivos através de planos de ação. Isso não é maravilhoso?

Além de estabelecer objetivos, definir a missão, visão e valores do escritório deve ser mais do que algo bonito para se colocar no site ou nos corredores do escritório. As diretrizes estratégicas devem permear a organização e estar inseridas na mente de cada colaborador, para que juntos e orientados numa só direção, todos consigam alcançar aquilo que a organização almeja. Isso motiva a equipe, dá a todos uma perspectiva de crescimento e bases sólidas para a concretização dos sonhos.

Enquanto o escritório trabalhar e girar em torno daquilo que “aparece”, com seus gestores atolados no operacional, sem enxergar “um palmo” à sua frente, ninguém terá dados concretos que demonstrem crescimento ou queda, apenas meras suposições (que podem nos enganar e muito, hein?).  Portanto, fazer planejamento estratégico na advocacia é, sim, essencial. Mais do que isso, é um diferencial. É mostrar que os gestores do escritório pensam no futuro e querem que todos cresçam de forma sustentável e segura.

Não é raro encontrar dificuldade em realizar o Planejamento Estratégico. Se você se interessou em fazer o do seu escritório, mas não sabe por onde começar, o que acha de ter uma ajudinha nossa? Temos a expertise no assunto e profissionais que terão o maior prazer em te auxiliar. Entre em contato conosco!

 

Luiza Assis é Advogada, Pós-graduada em Direito Corporativo pela Universidade Positivo/Paraná, Consultora especializada em Gestão de escritórios de advocacia e departamentos jurídicos, com atuação nas áreas de gestão de pessoas, societário e planejamento estratégico. Professora, palestrante e autora de diversos artigos na área de Gestão Legal.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment