fbpx
21 de outubro de 2019

Você sabia que organização de eventos tem tudo a ver com escritórios de advocacia?

E mais, você sabia que os eventos contribuem para manter avivados os relacionamentos? E que são também uma ferramenta muito útil e prática para gerar novos negócios? 

E se você ficou curioso para saber como especificamente utilizar eventos de forma estratégica, não apenas para manter a marca do escritório em alta e sempre lembrada, mas também para construir relacionamentos e sobretudo gerar negócios, este artigo foi escrito sob medida para você!

O olhar estratégico do escritório para realização de eventos

Uma dúvida muito comum na advocacia é como utilizar a ferramenta de organização de eventos para se relacionar com o público alvo do seu escritório. E, consequentemente, gerar negócios. Sempre ao conversar com um possível cliente para consultoria em gestão legal, ao levantar as dores na gestão do marketing, me perguntam como organizar eventos.

Neste artigo trarei algumas dicas de como você, advogado(a), pode utilizar esta excelente ferramenta para se relacionar melhor com seus colaboradores e fornecedores. E o mais importante, como atrair novos clientes para o seu escritório.

Criatividade em cena

“Criatividade é inteligência, divertindo-se”.
Albert Eisntein

Antes de começar, veremos o significado da palavra criatividade. Segundo o dicionário criatividade é: inventividade, inteligência e talento, natos ou adquiridos, para criar, inventar, inovar. Quer no campo artístico, quer no científico, esportivo etc.

Para organizar um evento de sucesso precisamos usar da criatividade para pensar em um tema que seja do interesse do público que você quer trazer, quais objetivos pretende alcançar e qual o formato deverá ter o seu evento.

Para que a criatividade flua, você pode realizar uma reunião com sua equipe. Um brainstorm, onde todos possam contribuir com ideias sem censura. Anotar essas ideias e investir um tempo para selecionar as que mais se adequam ao tema é uma boa prática para apurar e acertar na temática.

Forme um comitê de pessoas para serem responsáveis pela organização do evento. Depois, defina o que cada um fará dentro do plano de ação. Note que, ao envolver sua equipe, você estará oportunizando ao seu time o sentimento de pertencimento. As pessoas querem fazer a diferença, e oportunizar a participação da equipe na organização pode trazer resultados surpreendentes e aumentar a união do grupo.

Conheça as fases da organização do evento

Para que seu evento tenha êxito é fundamental observar as fases do planejamento; a fase da execução e a fase pós-evento.

Cada uma delas além de requerer competências específicas também é enorme fonte de desenvolvimento de expertise do escritório para eventos vindouros.

1ª Fase planejamento

Nesta fase, definimos: o tema, os objetivos, o comitê do evento, local, data, horário, formato, considerando o perfil dos participantes.

Parceiros, fornecedores, conteúdo, os interlocutores que irão falar no evento, que podem ser mais do que 2 pessoas.

Por exemplo: se você é um advogado que quer prestar assessoria para médicos. Poderá realizar uma pequena palestra, convidando um parceiro para falar sobre temas relevantes para o médico. Como marketing digital para médicos, consultor de imagem pessoal no ambiente de trabalho e outras pessoas que possam contribuir de alguma forma para a atividade do profissional.  Assim agrega valor aos participantes e claro que pode aproveitar o momento para trazer informação jurídica.

Na fase de planejamento é o momento que você deve pensar qual a estrutura do evento, qual horário cada palestrante irá falar, qual o horário que será servido o coffebreak, quem irá fazer a condução do evento.

Nesta fase também realizamos o planejamento da divulgação do seu evento. Que poderá ser divulgado nas redes sociais do escritório e em algumas ferramentas como o sympla e a eventbrite. Que são exemplos de plataformas para anúncios de eventos e a criação do ingresso, o qual pode ser gratuito, solidário ou cobrado.

Sempre sugiro de que seja cobrado um valor de inscrição que pode ser aproveitado para a contratação de um coffebreak. Além de uma doação que pode ser um alimento, leite em pó ou outro item para que o escritório possa ajudar alguma instituição de crianças, idosos ou outra causa social.

É importante também criar avaliação para entregar aos participantes no final do evento. Visando entender se os objetivos foram atingidos e para medir se o público foi engajado. Sugiro colocar uma pergunta sobre quais temas o público tem interesse. Para que você possa avaliar a realização de outros eventos com diferentes temas.

2ª fase realização

O dia do evento é o ápice dos esforços da organização. Todas as coisas devem estar perfeitamente organizadas e preparadas para que você possa aproveitar e contornar qualquer imprevisto que possa surgir.

E, acredite, eles acontecerão.

Nesse dia todos devem chegar ao local seja, no escritório ou outro local escolhido para o evento, com antecedência de, pelo menos 1 hora.

A equipe e os interlocutores devem estar trajados de acordo com o perfil do público que irá participar.

Por exemplo: se você é um advogado que quer falar para startups não é legal ir todo engravatado, pois você deve entender a melhor comunicação com esse público, quais são seus valores, sonhos e objetivos de negócio. A comunicação visual é muito importante para transmitir a mensagem correta. Diferentemente da maneira que você se prepararia para receber e falar a um público mais formal como os médicos.

3ª fase pós-evento

Mesmo depois de concluir as fases da planejamento e realização do seu evento, o trabalho continua.

Envie aos participantes, no dia seguinte ao evento, um email agradecendo a presença. E se desejar, a entrega de um certificado ao final do evento, traz muito valor aos participantes. Aproveite para perguntar se há interesse de entrar em uma lista “vip” para receber informações adicionais sobre o tema apresentado. Aproveite para “nutrir” seus leads!

Saiba mais sobre encantar clientes na advocacia! 

Com certeza a oportunidade para marcar uma reunião para conversar profundamente sobre os serviços oferecidos pelo escritório irá aparecer. Lembre-se de que sempre é mais fácil realizar negócios com pessoas que te conhecem. E quer melhor oportunidade para te conhecer do que um evento?

Considero essa fase, a mais estratégica.

Porque é nesse momento que você aproveitará as oportunidades geradas no evento para mostrar toda a sua expertise. Combinando as soluções do escritório com as dores identificadas nos temas abordados no evento.

É possível realizar um evento de sucesso na advocacia e você não precisa investir muito recurso financeiro para colocar essa estratégia em prática.

Caso você sinta que não detém toda a expertise para fazer rodar um evento de maior porte, a sugestão é que comece com pequenos cafés. Convide alguns clientes ativos e alguns com quem já tem trabalhado há algum tempo para trazer ao seu círculo de relacionamentos.  E lembre-se daqueles clientes que já finalizaram o atendimento com o escritório.

Identifique as dores (maiores necessidades) de seus prospecte e pense em soluções que possam facilitar as atividades dessas pessoas.

Vou terminar com uma frase que gosto muito: “melhor que saber aproveitar oportunidades, é saber criá-las”.

Bora pra ação?

Se interessou? Quer ter mentoria para começar a organizar seus eventos no seu escritório de advocacia? Preencha o formulário que entraremos em contato!

Letícia Gaijutis
Sobre a autora

Letícia é mentora Comercial na Éos. Graduanda de Gestão Comercial, ingressou na área comercial da Éos buscando no mercado jurídico potenciais clientes para o desenvolvimento do seu negócio através da profissionalização da gestão.

Newsletter

Receba uma dose semanal de inspiração e inovação direto na sua caixa de e-mail

© 2020 ÉOS - Inovação na advocacia.
Designed by Monotípia